Uma breve apreciação sobre a compatibilidade existente entre o Ensino Religioso e as Dez Competências Gerais da Educação Básica da BNCC

16/05/2020 20:55

A Revista Acadêmica Online, com prazer, introduz o trabalho intitulado “Uma breve apreciação sobre a compatibilidade existente entre o Ensino Religioso e as Dez Competências Gerais da Educação Básica da BNCC, de lavratura do autor Mateus Stein.  Trata-se o presente  de uma Nota de Pesquisa (Research Note).

Essa modalidade de trabalho é uma forma de anunciar uma pesquisa na fase de desenvolvimento, e sua função reside em informar às comunidades científicas, e colocá-las à par das fases em que se encontra o trabalho.  

Quanto à folha curricular, o autor possui Pós-Graduação Lato Sensu em Ensino Religioso da Faculdade de Educação São Luís (FESL).

Eis a síntese do trabalho:

O presente artigo tem como principal objetivo promover uma breve apreciação sobre a compatibilidade existente entre o Ensino Religioso e as Dez Competências Gerais da Educação Básica da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Do mesmo modo, a importância das ideias e conceitos por trás das Dez Competências Gerais da Educação Básica e como tais podem ampliar as possibilidades de atuação docente de quem leciona a disciplina de Ensino Religioso receberá destaque ao longo da seção dedicada ao desenvolvimento temático pretendido. Isso, é claro, sempre tendo em vista o que são e para que servem as Dez Competências Gerais da Educação Básica e como essas devem corresponder ao que diz o Trigésimo Terceiro Artigo (Art. 33) da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB).

 

Nota do Editor:

A revisão de literatura empreendida é composta de estudiosos de Educação em sentido lato ,e  Ensino Religioso integrado à Educação Básica. Inclui à análise, outras fontes como as diretivas oficiais de documentos elaborados pelo Ministério da Educação e as LDB (Leis de Diretrizes e Bases) no âmbito do Congresso Nacional (Senado Federal + Câmara dos Deputados).

Atribui-se mérito a esse tipo de produção, por incentivar os autores, do mesmo (ou distinto) círculo acadêmico, para uma troca espontânea de ideias e conhecimentos, expondo “inter-pesquisadores”, de modo que todos os colaboradores possam se beneficiar com a divulgação dos resultados até então alcançados. É uma oportunidade para alguém que se especializou em um certo domínio, estabelecer contato (na superfície) com as descobertas apresentadas em outro espaço de estudo. *Por “na superfície”, não se pretende atribuir juízo de valor, apenas  mostrar que se toma contato até determinado ponto que o autor de um projeto julgar relevante para assomar (ou mesmo traçar novos rumos) à sua empresa inicial.

Paz e bem!

Para leitura, na íntegra, em P.D.F, clique no link a seguir:

notadepesquisa17052020.pdf (149364)

 

Visitantes Amazing and shiny stats
Blog Counters

 Apoio

 

 

Contato

Revista Academica Online editorial@revistaacademicaonline.com