Uma Análise Reflexiva sobre a Anemia Ferropriva na Infância

A Revista Acadêmica Online, com prazer, introduz o Projeto de Pesquisa intitulado “Uma Análise Reflexiva sobre a Anemia Ferropriva na Infância”, de lavratura dos autores Kayo Cezar Gomes de Sousa, Leticia Kalline Paz Martins, e Jaqueline Almeida Frey. Em ordem de apresentação nossos pesquisadores são: Kayo, é acadêmico de do curso de Farmácia da Faculdade Integrada Carajás (FIC) - Redenção- PA, Brasil; Letícia, é Professora da Faculdade Integrada Carajás (FIC) – Redenção – PA, Brasil; e Jaqueline é Professora da Faculdade Integrada Carajás (FIC) – Redenção – PA, Brasil; e  Especialista em Administração Hospitalar pela Unopar.

Esta, a síntese do trabalho:

A deficiência de ferro é isoladamente, a deficiência nutricional mais comum no mundo. Embora afete adultos e mulheres gestantes, as maiores vítimas são as crianças menores de dois anos de idade. Atinge principalmente a população de países em desenvolvimento que possui menor acesso a dietas equilibradas, serviços de saúde e a condições sanitárias precárias. O embasamento teórico se deu através de pesquisa bibliográfica nas bases de dados BIREME, SCIELO e publicações da OMS, dando ênfase aos artigos entre 1991 e 2017. A deficiência de ferro tem impacto sobre a resposta imune, o desenvolvimento cognitivo de crianças. O combate e a prevenção da deficiência de ferro é uma das prioridades na promoção da saúde. As medidas necessárias que devem ser tomadas para alcançar os objetivos são: a avaliação e correção da deficiência de ferro em gestantes, a estimulação ao aleitamento materno, a realização de profilaxia com sulfato ferroso oral, enriquecimento de alimentos e o envolvimento da comunidade.

Nota do Editor:

Nossos pesquisadores, devidamente aportados na literatura extraída de respeitáveis bases de dados como BIREME e Scielo, prestam-se à avaliar insuficiência nutricional, identificando-a a partir da deficiência de ferro; sustentam como postulado a necessidade de sua prevenção, com profilaxias adequadas a cada caso.  Fruto do anelo dos pesquisadores em percorrer novos horizontes nos intricados caminhos ds Ciências da Sáude, a razão de sua atualização (ratio) contribui para a prática de futuras pesquisas em Nutrologia, Farmácia e Enfermagem,  consolidando a tradição da pesquisa ao ascender reflexões qualificadas à I&D brasileira.

Ao considerar o problema nutricional causado pela Anemia Ferropriva, os pesquisadores postulam a necessidade de se pôr em prática a implementação de medidas preventivas, como uma a orientação adequada para a população alvo dessa carência nutricional,  e  reforçam o papel dos profissionais de saúde, gabaritados em orientar as famílias sobre o consumo adequado dos alimentos; indicar aqueles alimentos que contém as fontes de nutrientes que possam minimizar a deficiência de ferro. Estas ações também são válidas à prevenção da anemia desde o período de gestação, com uso profilático de sulfato ferroso.

 

Bem-haja aos autores por ofertarem tão oportuna reflexão.

Paz e Bem!

Para leitura, na íntegra, em P.D.F, clique no link a seguir:

Artcient06122020.pdf (215237)

 

Visitantes Amazing and shiny stats
Blog Counters

 Apoio

 

 

Contato

Revista Academica Online editorial@revistaacademicaonline.com